terça-feira, 1 de março de 2011

O Alto da Barca di Inferno - A dicisão


Vem Joane, o Parvo, e diz:


PARVO: Onde vai esta barca?




DIABO: Vai para onde menos esperas…




PARVO: Eu quero ir para o céu não para o inferno.


DIABO: Ah ah ah! Tu achas que tens condições para ires para o céu?


PARVO: Tenho, pois!


DIABO: Achas mesmo? Nunca irás para o céu.


PARVO: Nunca? Mas quem é que sabe? Eu lá em baixo portei-me muito bem.


DIABO: Tens muita graça!


PARVO: Não estou a dizer nenhuma mentira.


DIABO: Já chega de conversa, cala-te e entra.


PARVO: Isso é que era doce. Vou àquela barca que tem uma cor mais bonita!



<!--[if !vml]--><!--[endif]-->Chega o Parvo ao batel do Anjo e diz:


PARVO: Ó da barca!


ANJO: Que queres tu?


PARVO: Quero entrar.


ANJO: Aqui tu nunca entrarás.


PARVO: Porquê?


ANJO: Porque aquela barca que ali está é melhor para tu ires.


PARVO: Aquela barca para mim não! Mas esta tem coisas que a outra não tem.


ANJO: Aqui não há espaço para ti.


PARVO: Mas eu lá em baixo ajudei muita gente e portei-me bem. Porquê para o inferno?



ANJO: Vai, vai! Esta barca não é para ti!




(Anjo/Diabo: que personagem tem a última palavra e qual a sua decisão?)





DIABO :Joane tu tens que entrar na minha barca.






E embarca.